quinta-feira, 3 de junho de 2010

A tirania Divina


Hoje vemos em noticiários, jornais e todos os meios de comunicação relatos sobre
desastres ecológicos e muitas outras desgraças.

A primeira vista temos a tendência a falar: "É Deus castigando os pecadores."
Porque damos esse título a Deus: O tirano Divino?

As leis da física dizem que para todo ação há uma reação...
Quando o homem resolve poluir a natureza ele esquece-se de que a natureza tem um
ciclo natural e quando intervimos neste ciclo ela reagi de forma que possa voltar ao seu
estado natural.

Deus não intervem no ciclo natural do planeta para castigar ninguém, as coisas acontecem
de acordo com a lei da semeadura...
"Planta-se uva e não pode-se colher cajú, ou seja, só pode-se colher apenas o que se planta."

Devemos então parar de colocar a culpa todo em Deus de nossos próprios atos.

Deus está não pode castigar o justo com o pecador, mas o justo paga por causa de estar no
mesmo espaço fisico que os pecadores...

Sodoma foi destruida por Deus em seus pecados, mas um justo que havia em seu seio não
pagou por isso.

Deus transcede tais acontecimentos, ele é amor e não hittler com suas camaras de gás para
castigar todos aqueles que ele acha que não merecem viver.

Gleilson Alves

Sentimento SER


A expressão "Eu sou" é a mais usada em todas as línguas.

- Eu sou moreno.
- Eu sou Brasileiro.
- Eu sou homem.

Mas esta expressãoé o maior dos enganos desta era.
Achamos que somos seres pluricelulares formados de pele,
ossos, musculos, vertebras etc.

Quando nos expressamos assim esquecemos de nosso verdadeiro EU.
Esse "EU" criado por você estupra o seu eu verdadeiro.

O seu verdadeiro Eu transcede tais condicionamentos que você mesmo
acha que é você.

Sua personalidade não é você...
Sua nacionalidade não é você...
Sua etnia não é você...
Sua orientação sexual não é você...
Seu corpo não é você...

Somos mais do que meros seres condicionados...
Estamos além de apenas pele e ossos...
Somos seres tricotômicos, mas em original dicotômicos...
A imagem e semelhança de Deus.

Gleilson Alves