terça-feira, 10 de maio de 2011

AS TRÊS TOMADAS


O ser humano, na sua composição real, é tricotômico, ou seja, composto de corpo, alma e espírito. São três que formam um todo.
Nós somos o único ser que, durante nosso amadurecimento, podemos nos ligar a três tomadas diferentes... A tomada CARNAL, a tomada MENTAL e a tomada ESPIRITUAL.

Quando nascemos, existe em nós algo que Jesus dá como perfil de quem tem direito ao Céu, a inocência. Nesse estágio, estamos diretamente ligados a tomada ESPIRITUAL.

Mas com o passar do tempo, a sociedade tira a pureza daquele ser, colocando-o numa condição sub-humana. Ela nos mostra os prazeres, as satisfações os desejos... Nesse estágio somos ligados a tomada CARNAL.

Quando entramos numa fase de entendimento e discernimento das coisas, e começamos a questionar tudo, inclusive a Deus, entramos num estágio onde estamos ligados a tomada MENTAL.

Mas, e agora? Esse é o fim? Ficamos agora ligados a tomada MENTAL até a hora de nossa morte?

Não. O caminho a ser trilhado, ao contrário do que as pessoas pensam, é de retrocesso, é de voltar atrás, é de encontrar de novo o 1º estágio de nossa vida... Ser CARNAL é terrível, não somos mais do que meros animais, apenas atrás de satisfazer nossos desejos e prazeres.
Ser MENTAL é depreciável, questionar uma coisa para obter a verdade é bom, mas do que vale só sabermos a verdade? Temos que nos misturar com ela, temos que ser um só com ela, temos que colocar ela na nossa existência. O nosso alvo é de sermos ESPIRITUAIS, sendo assim, voltamos ao Éden de Deus, voltamos a inocência, não deixando de discernir o bem e o mal, mas estando acima deles, não nos misturando com a mente, mas sendo senhor dela...
Estar ligado na tomada ESPIRITUAL é estar ligado direto com o criador do universo, é ser co-participante do poder de Deus.

Gleilson alves

Um comentário:

Anônimo disse...

E realmente assim irmao, passamos por todo esse processo mesmo !! muito lindo o que eu li !! DEUS continuie lhe abençoando com os textos maravilhos de refeções !! um abraço !!! Clécia guedes