sexta-feira, 23 de abril de 2010

O Ser Real


Vemos em muito que todo ser humano pode, e muitas vezes está intrinsecamente ligado a parte quase incontrolada do seu ser... A mente.

Quando afirmamos que somos a nossa mente, afirmamos que sempre estaremos agindo de acordo com a vontade de algo que deveríamos controlar e sempre iremos nos esquecer de que somos mais do que simples seres emocio-racionais, também existe um Ser acima disso em nós.

Tentaremos entender o seguinte:

“Quando o ser humano caiu em trevas no Jardim do Éden, ele se tornou um ser tricotômico, ou seja, que possui corpo, alma e espírito... Mas inicialmente éramos dicotômicos, formados apenas por corpo e espírito, sendo nós isentos de qualquer tipo de sentimento pecaminoso em nós...”

Quando fomos para as trevas nosso espírito morreu, e agora somos apenas corpo e alma, mas ainda como um cadáver espiritual pairando dentro de nós... O nosso SER REAL!


Quando nos rendemos à graça de Deus ocorre o seguinte processo:

1 – A fé é pelo ouvir, e ouvir a apalavra de Deus.

2 – Quando ouvimos, começa a ocorrer o processo de assimilação de uma ideologia Cristânica no ser humano.

3 – Quando assimilamos essa idéia, é gerada a fé dentro de nós.

4 – Quando cremos, ocorre o processo final que é o de verbalização de nossa crença e posteriormente as demais mudanças em nosso ser.

Quando tais processos ocorrem no ser humano, o seu ser real renasce, ou seja, seu espírito...


Mas para combater tal renascimento vem em contrapartida... VOCÊ!


“Você, que nunca se da por vencido, sempre procura se manifestar em você, sendo que você não é Você.”

Segundo a crença budista é afirmado que todo mal se origina em VOCÊ...

Só que “o você” a qual os budistas falam, é aquele “você” que o mundo criou encobrindo o seu Ser Real... O EGO!


Quando nos preocupamos com nós mesmo, essas preocupações se encaixam em oito medidas:

-louvor e culpa

-Perda e ganho

-Prazer e dor

-Fama e vergonha

Quase tudo que nos deixa autoconfiante ou desanimados está nessas medidas, e quando nos vemos nesse circulo, nós tornamos egocêntricos.


E por onde o Ego interage com seu meio externo?

- Através de algo criado quando se ouve pecado pela primeira vez sobre a face da terra... A alma.

Os processos da Alma de nada necessitam de você (Ser Real), mas de varias formas ela te quer para tornar visíveis suas vontades.

Mas enfatizarei o seguinte:

“Não acredite em mim; Não acredite em você mesmo; Não acredite em mais ninguém.”

Somos todos passivos de estarmos intrinsecamente ligados a nossa mente, por isso você não deve acreditar em você mesmo, porquê o seu “você” está em você mas já é um cadáver que precisa de vida, e o que vive em você é sua alma cheia de vontades e fora de seu controle...

Saiba que sua mente não precisa de você para gerar nada, mas ela te controla pra que seus desejos sejam materializados.

Quando revivemos nosso Ser Real, nos tornamos observadores de nossos impulsos e percebemos que não somos nada aquilo...

Aquilo que podemos controlar e manipular não pode ser nós mesmos, mas o mundo nos fez crer assim.

“Existe Algo que te impede de se encontrar com você mesmo, Você.”

A nossa personalidade é um reflexo de nossa alma, sendo ela algo que impedi o nosso espírito de mostrar-se com todo seu esplendor.

Hoje, sendo seres que não podem ser isentos de alma, temos que viver em espírito, ou seja, com toda a consciência que é nosso Ser Real.

No Éden nosso corpo era reflexo de nosso espírito, mas hoje temos que passar por um processo para tentar achar-nos em nós mesmos.

Quando nos tornarmos “Nós Mesmos”, o nosso “Ser Real”, voltamos a nos tornar a imagem e semelhança de Deus na terra.


“Você, achando que é você, se torna você e se perde o seu real você, mas você deixando de ser você e tornando-se realmente você, volta ao que o você é realmente é...VOCÊ!”


Gleilson Alves

Nenhum comentário: